Publicado Online: 18 de setembro de 2020

Paralisia facial canina tratada com terapia neural

Bruna Aparecida Lima Gonçalves, Leonardo Rocha Vianna, Andressa Thaís de Souza

RESUMO A paralisia facial tem diversas causas, consistindo na ausência de movimentos auriculares, labiais e palpebrais. O tratamento depende da resolução da doença primária, pois pode ser secundária a outras patologias. A fisioterapia e a acupuntura podem ser associadas ao tratamento. A Terapia Neural, assim como a Acupuntura, tratam o paciente como um todo, são minimamente invasivas, regulatórias e buscam o equilíbrio corporal. A Terapia Neural consiste em aplicações de anestésicos locais em baixas concentrações em diversas áreas corporais, escolhidas através do histórico de vida do animal. O objetivo desse trabalho é relatar um caso clínico tratado com Terapia Neural de um cão da raça Golden Retriever que manifestou paralisia facial após um quadro de otite.

PALAVRAS-CHAVE: anestésicos locais; neuralgia; procaína

        https://doi.org/10.29327/multiscience.2020010 (registrando DOI)

1200px-DOI_logo.svg.png

MALQUE Publishing

©2018-2020 by MALQUE Publishing