MALQUE Publishing

©2018-2019 by MALQUE Publishing

Publicado Online: 12 de novembro de 2019

Perfil epidemiológico de casos de hanseníases no município de Paragominas-PA

Adriana Santos da Silveira, Jaqueline Prestes de Cristo, Andreia Fernandes Gonçalves, Antônio Pereira Júnior

RESUMO A hanseníase é uma doença crônica infecto contagiosa causada pela Mycobacterium leprae, a qual afeta a pele, causando alteração de sensibilidade dos nervos, e pode levar a incapacidade motora. O objetivo desta pesquisa foi analisar o perfil epidemiológico dos casos de hanseníase no município de Paragominas, no período de 2010 a 2018. O método aplicado foi o dedutivo, com abordagem quantitativa e qualitativa, de natureza observativa. Associou-se a este método, o levantamento de dados documentais publicados entre 2009 a 2018 em links eletrônicos de acesso livre como SciELO, Ministério da Saúde, Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (CAPES), além da planta geográfica administrativa do município de Paragominas para identificação dos Bairros (DAs). A análise dos dados obtidos indicou que o maior índice de hanseníase ocorreu nos DAs Laércio Cabeline (90 = 10,46%), Colônia/Fazenda (76 = 8,83%), Jardim Atlântico (74 = 8,60%), Promissão Loteamento III (69 = 8,02%), Jaderlândia (68 = 7,90%); em relação ao gênero dos afetados por essa enfermidade, a análise dos dados indicou que o sexo masculino (500 = 58,13%) é o mais afetado; quanto a faixa etária, maior incidência foi entre 31 a 40 anos; quanto ao grau de escolaridade, os mais afetados possuem baixa escolaridade e residem em DAs mais afastados do centro da cidade. É necessário estender o atendimento para diagnostico, tratamento e acompanhamento dos portadores da M. leprae cuja residência é distante das Unidades Básicas de Saúde.

PALAVRAS-CHAVE: : baixa escolaridade; doenças; Mycobacterium leprae

        https://doi.org/10.29327/multiscience.2019002

1200px-DOI_logo.svg.png