Publicado Online: 26 de janeiro de 2020

CrossMark_faixa.png

Impactos ambientais causados pela disposição inadequada de dejetos humanos

Cleiciane Silva da Conceição, Karoliny Costa Santos, Rodolfo Pereira Brito, Antônio Pereira Júnior

RESUMO Os impactos são resultantes de uma simples relação de causa—efeito como, por exemplo, a falta de saneamento básico, o despejo de dejetos domésticos em locais inadequados e ao ar livre, o que contribui para a proliferação de doenças e degradação do meio ambiente. O objetivo dessa pesquisa foi a realização de uma análise a respeito dos impactos oriundos da disposição inadequada de dejetos humanos. O método aplicado à pesquisa, foi o de revisão integrativa que tem como base a Prática Baseada em Evidências (PBE), em relação à abordagem, ela é de caráter quantiqualitativa, os dados secundários enquadraram-se no recorte temporal situado entre 2010 e 2019. As bases de dados consultadas para a produção desta pesquisa foram:  Scientific Eletronic Library Online (SciELO), Coordenação de Pesquisa e Aperfeiçoamento do Ensino Superior (CAPES) e Google Scholar. Após a análise dos dados, foi evidenciado que o índice de doenças infeciosas atrelada a falta de saneamento básico é elevada (100%). Os dados indicaram também que 66,67% das literaturas nacionais identificaram estado de contaminação nos corpos hídricos e 33,33% no solo. Logo, o serviço de saneamento básico é um grande desafio para o estado e sociedade, por isso, é necessário desenvolver condições que possibilite uma implementação eficaz dele e principalmente, que seja acessível à todas as classes sociais, só assim, será possível um equilíbrio entre meio ambiente, economia e sociedade.

PALAVRAS-CHAVE: crescimento urbano; doenças infecciosas; meio ambiente; saneamento básico

         https://doi.org/10.29327/multi.2020001

1200px-DOI_logo.svg.png

MALQUE Publishing

©2018-2020 by MALQUE Publishing