Publicado Online: 22 de junho de 2019

CrossMark_faixa.png

Importância da adição de antioxidantes ao sêmen criopreservado de carneiros

Matheus Batista de Oliveira e Heder Nunes Ferreira 

RESUMO A criopreservação do sêmen é uma biotécnica da reprodução que permite o armazenamento de recursos genéticos por longos períodos em baixas temperaturas. Esse processo reduz os níveis de antioxidantes endógenos do sêmen, devendo-se adicionar antes da congelação na tentativa de minimizar a produção de espécies reativas do oxigênio, que são fisiologicamente envolvidas na manutenção da capacidade fertilizante e responsável pela capacitação espermática, sendo produzidas normalmente pelo metabolismo energético do espermatozoide ou devido adição exógena. Antioxidantes são importantes na redução dos danos causados pela criopreservação, preservando a integridade física e química das células espermáticas. O objetivo dessa revisão bibliográfica foi identificar as principais classificações dos antioxidantes e verificar metodologias atuais sobre a adição de antioxidantes ao sêmen ovino criopreservado, destacando a importância do uso na redução da lipoperoxidação. As diferentes classes de antioxidantes fornecem resultados satisfatórios para os parâmetros espermáticos pós-descongelação de carneiros, quando usados em concentrações ideais, além da análise realizada com ferramentas tecnológicas antigamente não-disponíveis. Conclui-se que pesquisa com antioxidantes no sêmen ovino são realizadas há muito tempo e permanece até os dias atuais, com uma perspectiva de inovação e utilizando substratos antigamente não testados.

PALAVRAS-CHAVE: criopreservação; espécies reativas de oxigênio; ovinos; peroxidação lipídica; viabilidade espermática

         https://doi.org/10.29327/multi.2019010

1200px-DOI_logo.svg.png

MALQUE Publishing

©2018-2020 by MALQUE Publishing