MALQUE Publishing

©2018-2019 by MALQUE Publishing

Publicado Online: 23 de março de 2019

CrossMark_faixa.png

Irrigapote como uma alternativa agroecológica importante no cultivo de pimentão e tomate

Ana Paula da Cruz Gato, Welligton Conceição da Silva, Éder Bruno Rebelo da Silva, Eudilene Dalet Vitor de Sousa, Lennon Júnior Silva Araújo

RESUMO O objetivo neste trabalho foi apresentar a importância do IrrigaPote para a agricultura familiar de baixo custo e sua utilização no cultivo de hortaliças como o tomate e pimentão. A cultura do pimentão (Capsicum annuum L.) tem origem no continente Americano, sendo uma das hortícolas mais produzidas, apresentando variadas colorações no pericarpo, como: amarelo, vermelho, verde, laranja, creme e roxo. O tomate (Lycopersicon esculentum Mill) é a solanáceas mais cultivadas pela agricultura do mundo, adota a cultura de ciclo curto e de alta produtividade. O IrrigaPote é uma tecnologia de irrigação de baixo custo e altamente sustentável, esse sistema de irrigação surgiu pela parceria entre Brasil e África, com essa união entre a Universidade de Makelle, na Etiópia com a Embrapa Amazônia Oriental (PA), com o surgimento em 2013, onde foi desenvolvido o projeto na África, que tem como princípio utilizar água da chuva e estocar para ser usada na irrigação com potes de argila. Diante do exposto, conclui-se que o IrrigaPote é uma alternativa agroecológica importante para a agriculta familiar de baixo custo, sendo viável para a irrigação de hortaliças como o tomate e o pimentão, onde a planta absorve somente a quantidade de água que ela necessita, evitando o surgimento de pragas e moléstia, que acontecem com excesso de humidade no solo e na planta, provocado pela irrigação convencional.

PALAVRAS-CHAVE: agrotóxico; potes; pragas

        https://doi.org/10.29327/multi.2019004

1200px-DOI_logo.svg.png