MALQUE Publishing

©2018-2019 by MALQUE Publishing

Publicado Online: 31 de agosto de 2018

CrossMark_faixa.png

Reação e melhoramento do meloeiro visando resistência ao patógeno Macrophomina phaseolina

Cheyla Magdala de Sousa Linhares, Glauber Henrique de Sousa Nunes, Márcia Michelle de Queiroz Ambrósio

RESUMO Muitos são os fatores que têm contribuído para a redução da produtividade e da qualidade dos frutos do meloeiro, apesar do mesmo apresentar excelente adaptação às condições edafoclimáticas predominantes na região Nordeste brasileira. A ocorrência de doenças é um destes fatores, destacando-se a podridão cinzenta do caule, a qual é causada pelo patógeno habitante do solo Macrophomina phaseolina Tassi (Goid.). E, uma alternativa viável ao controle deste fungo é a utilização de cultivares resistentes ou, porta-enxertos resistentes, pelo fato de ser seguro ao ambiente e ser utilizado de forma complementar a outros métodos de controle. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a reação de acessos e fazer o estudo da herança da resistência a M. phaseolina em meloeiro.

PALAVRAS-CHAVE: Cucumis melo; germoplasma; podridão cinzenta do caule; herança; controle genético

        https://doi.org/10.29327/multi.2018011

1200px-DOI_logo.svg.png